Entrar

Alergia alimentar na infância - como lidar

A alergia alimentar é uma reação anormal do nosso organismo quando em contato com algum alimento. Aproximadamente 6% das crianças podem vir a desenvolver esse problema e tem a tendência de melhorar com o crescimento.

Todos os alimentos podem causar podem causar alergia alimentar mas os mais comumente envolvidos com essas reações são: leite de vaca, ovo, trigo, milho, amendoim, soja, peixes e frutos do mar.

Os sintomas apresentados nos casos de alergia alimentar podem ser leves a graves, podendo aparecer até 2 horas após o contato com alimento. Entre as principais manifestações temos: coceira na boca, inchaço de lábios, rosto, língua, pálpebras, sensação de fechamento da garganta, lesões vermelhas no corpo, com placas elevadas com coceira intensa, podendo levar a situação grave de Choque Anafilático. Em algumas situações, a alergia pode não ser imediata, levando mais tempo para surgirem os sintomas, até alguns dias após o contato com o alimento e nesses casos os sintomas são mais inespecíficos como dor abdominal, diarreia com sangue e muco e eczemas crônicos de pele.

O diagnostico desse problema é feito através de exames de punção na pele ou exames de sangue que demonstram quais os alimentos que possuem marcadores positivos e são os responsáveis pelos sintomas.

Habitualmente o tratamento é a retirada da dieta da criança o alimento causador da alergia. Mas felizmente, a grande maioria das crianças com o passar do tempo, crescem e se tornam tolerantes a esses alimentos causadores de reações alérgicas, podendo voltar a ingerir na sua dieta os mesmos.

Dessa forma é muito importante a detecção precoce da alergia alimentar, o acompanhamento especializado para a orientação da melhor época para tentativa de reintrodução do alimento causador da alergia.

Mais nesta categoria: « Entendendo a homeopatia
Sportbook sites http://gbetting.co.uk/sport with register bonuses.