Entrar

O Sushi, a Pipoca e os foguetes

Não é porque o Sushi e a Pipoca não gostam de foguetes que estou dando início a uma grande campanha contra a soltura de fogos de artifícios. Acredito que devam existir tantas outras maneiras pelas quais podemos manifestar nossa felicidade desde que não seja através destes antipáticos foguetes que além do som estridente causam incontáveis acidentes, já tantas vezes divulgados pelos órgãos de imprensa.

Tenho todos os motivos para elogiar, indistintamente, todas as ONGs alinhadas pela proteção aos animais, tanto que já declarei esta minha posição por inúmeras ocasiões e é justamente por isto que convido, ou melhor, convoco a todas elas a juntarem-se a este movimento para que possamos acabar de vez com esta prática em nossa cidade. E é bastante simples, basta copiarmos alguns municípios como a cidade gaúcha de São Gabriel e outras tantas cidades brasileiras que já possuem leis municipais que proíbem a queima, a soltura e o manuseio de fogos de artifícios e artefatos pirotécnicos.

É importante saber que os cães possuem a audição quatro vezes mais potente do que os humanos e é por isto que lá em casa quando ouvimos os estouros dos foguetes saímos todos em socorro da Pipoca e do Sushi que ficam, “tadinhos”, em situação de pânico e desespero de dar dó. O Sushi que é o maior e supostamente deveria proteger a “maninha” é o primeiro a procurar um lugar para se esconder e a Pipoca, pelas suas reações penso que já tentou até o suicídio. Eu imagino que este não é um “privilégio” só dos Spengler e que situações como estas devem ocorrer em todas as casas onde têm animais.
Vamos já começar esta campanha? Então está combinado, quando o nosso time ganhar ou a sogra voltar pra casa, vamos todos comemorar, cantarolando, vibrando, festejando, soltando papel picado, batendo palmas e sorrindo, sorrindo muito...

Sportbook sites http://gbetting.co.uk/sport with register bonuses.