Entrar

A Gazeta é usado como recurso de aprendizagem de alunos

Jornal é usado como ferramenta de incentivo a leitura e ampliação do vocabulário AG Jornal é usado como ferramenta de incentivo a leitura e ampliação do vocabulário

logo“Eles gostam muito de trabalhar com o jornal na sala da aula. Toda sexta-feira é assim: eles leem o Jornal A Gazeta e uma nova atividade é proposta. A aprovação e a interatividade deles são muito grandes”. Com essas palavras a professora do 4º ano da Escola Municipal de Ensino Fundamental Borges de Medeiros, Mara Daubermann, resumiu como o Jornal A Gazeta vem se tornando uma ferramenta essencial na aprendizagem e evolução de cada aluno.

O programa AG Educa, que leva a edição impressa do único semanário da cidade para dentro das salas de aulas do município, contou com mais uma atividade nesta semana. Os diretores Mauri e Renan Spengler, fizeram uma apresentação sobre o funcionamento do jornal. “Essa interação é muito importante, pois além de trazer o jornal para dentro da sala de aula, busca desfazer dúvidas dos alunos e estimularem eles a desenvolverem o hábito da leitura, tão importante para a evolução de cada criança”, relatou Renan. Ao termino da apresentação, aconteceu uma sessão de autógrafos com o jornalista Mauri Spengler.

A visita foi acompanhada pela secretária municipal de educação, Simone Schneider, pela coordenadora pedagógica da EMEF Borges de Medeiros, Silvia Bernardes Enzweiler, e pela assessora pedagógica da SMEC, Ângela Schuetz.

SECRETÁRIA, DIRETORA E PROFESSORAS AVALIAM

A opinião das líderes educacionais da cidade também é unanime sobre a importância do projeto para o desenvolvimento pedagógico dos alunos. “Considero de extrema importância os alunos trabalharem com o jornal na sala da aula, pois é mais um recurso que o município oferece aos professores como forma de desenvolverem os potenciais de cada aluno. O manuseio do jornal impresso e a visualização de cada página estimula a busca pela informação e incentiva-os a criarem o hábito da leitura”, opina a secretária Simone Schneider.

Já a professora do 4º ano, Mara Daubermann, o jornal pode ser trabalhado de diversas maneiras com os alunos. “O Jornal se tornou um recurso alternativo a ser trabalhado com os alunos. Ele trabalha a linguagem, a escrita e o mais bacana é que o foco do A Gazeta é o município, o que acaba fazendo com que cada aluno veja os seus conhecidos, familiares, o seu bairro e a sua realidade nas páginas do jornal.

ALUNOS APROVAM O PROJETO

O olhar de curiosidade de cada aluno ao receber o seu exemplar demonstra o interesse e o estímulo que eles vêm recebendo para a leitura. No 4º ano, os 23 alunos, após lerem o semanário, puderam escolher uma reportagem para classificar entre os diferentes sentimentos que afloraram em si: assustado, triste, bravo ou feliz. O quadro ficou repleto de colagens de matérias.

Já os alunos da turma do 3º ano, coordenada por Ana Paula da Silva, realizaram a ilustração da matéria preferida. “Eles gostam muito de trabalharem com o jornal por verem nele, notícias que muitas vezes mostram a suas realidades”, disse a professora.

ELAS DISSERAM

“O AG tem um conteúdo completo onde é trabalhado muito bem a diversidade de gêneros, com colunistas renomados, produção de entrevistas exclusivas e quadro exclusivos. Ao lerem o jornal, as crianças vão ampliando seus vocabulários”
Simone Schneider
Titular da SMEC

“No jornal eles já identificaram figuras importantes da nossa cidade como o prefeito, vice, secretários e vereadores e, assim, passam a conhecerem melhor os poderes da cidade. É uma forma deles se ligarem com o mundo em que vivem”
Mara Daubermann
Professora

“Muitas vezes os alunos se veem nas páginas do AG e isso é muito bacana”
Morgana Rodrigues da Silva
Diretora da EMEF Borges de Medeiros

Confira a matéria completa na edição de sexta-feira, 27. Para assinar, ligue (51) 3597-2822.

Última modificação emSexta, 27 Outubro 2017 11:21
Sportbook sites http://gbetting.co.uk/sport with register bonuses.