Entrar

Município adere a rede de defesa dos direitos de crianças e adolescentes

Destaque Município adere a rede de defesa dos direitos de crianças e adolescentes Eder Zucolotto/PMCB

O prefeito de Campo Bom, Luciano Orsi, assinou na tarde da quarta-feira, 29, em seu gabinete, o termo de parceria entre o Município e o Centro de Defesa de Direitos Humanos, do Círculo Operário Leopoldense (COL), de São Leopoldo. Através da assinatura, Orsi aderiu ao Projeto Articulando Redes de Proteção, que visa promover a dignidade e a defesa dos direitos de crianças e adolescentes. 

Segundo a diretora executiva do COL, Odete Zanchet, o projeto é apoiado pelo Criança Esperança e visa promover a dignidade humana e a defesa dos direitos de crianças e adolescentes. A ideia é promover um trabalho em conjunto entre os 14 municípios da região participantes sobre a temática da defesa dos direitos das crianças e dos jovens. 

Para Orsi, é importante que Campo Bom participe desse projeto para aperfeiçoar sua rede de proteção, podendo ainda contribuir dividindo realizações positivas nesta área, como o De Olho no Futuro, que faz parte do Programa Qualifica Campo Bom, um dos braços do projeto Avança Campo Bom, que prepara jovens estudantes do 6º ao 9º ano das escolas municipais para uma vida profissional através de palestras, oficinas profissionalizantes e outras ações. “Outro exemplo positivo vem através dos nossos investimentos para ampliar e aperfeiçoar ainda mais o programa Acolher, que envolve cerca de 1.500 alunos, desenvolvendo atividades no turno oposto às aulas através de programas contínuos, direcionados ao desenvolvimento integral do aluno, explorando o potencial cognitivo, esportivo e criativo”, define Orsi. 

O secretário de Desenvolvimento Social e Habitação, Eduardo Assmann ressalta que é importante que cada município traga para o projeto seus pontos positivos. “Além de apresentar nossas experiências exitosas, queremos diagnosticar áreas que podemos aperfeiçoar. Outro trabalho que podemos destacar é o que fazemos no Cras Operária, envolvendo em atividades positivas grupos de jovens da região, como forma de promover a inclusão e a cidadania de nossos jovens”, define. 

Também participaram do encontro o procurador do Município, Fauston Saraiva, o chefe de Gabinete, Tiago de Vargas,  a conselheira tutelar Luciane Weber e a assistente social Luciane Taufer, do Cras Operária. 

Saiba mais

As principais atividades que englobam o Articulando Redes de Proteção são as formações sobre temas que abordem os direitos das crianças e dos adolescentes; além de articulação em rede para o enfrentamento à violência contra crianças e adolescentes; plano decenal dos Direitos Humanos; prevenção, identificação e atendimento de casos de violência contra a crianças e adolescentes, entre outras ações. Além de Campo Bom, o projeto abrange mais 13 municípios do Vale do Sinos: Araricá, Nova Hartz, Ivoti, Nova Santa Rita, Dois Irmãos, Portão, Estância Velha, Sapucaia do Sul, Sapiranga, Esteio, São Leopoldo, Novo Hamburgo e Canoas.

Sportbook sites http://gbetting.co.uk/sport with register bonuses.