Entrar

Árbitro de futsal agredido já está em casa

Destaque Sérgio está sem movimento nas pernas e em um dos braços Angélica Spengler/AG Sérgio está sem movimento nas pernas e em um dos braços

Sergio Luis dos Santos, árbitro de futsal que foi agredido violentamente na noite de 05 de setembro, durante uma partida de futsal pela série D, no Ginásio Municipal, após ter ficado 40 dias em coma, internado na UTI do HPS de Canoas (onde passou seu aniversário de 53 anos no dia 04 de outubro), retornou para casa após ganhar alta na quinta-feira, 25.
Sergio atendeu a reportagem do AG com exclusividade, mesmo com alguma dificuldade na sua fala e nos seus movimentos. Ele está preso em uma cadeira de rodas, pois está sem movimentos na mão direita e nas duas pernas, além de estar fazendo fisioterapia, fazendo com que Sérgio acredite em uma plena reabilitação dentro de uns cinco ou seis meses.
“Lembro que apliquei o cartão amarelo e posteriormente o vermelho o que foi seguido de um violento soco, a partir daí, lembro apenas quando acordei na UTI depois de 40 dias internado”, conta emocionado, Sérgio. O seu filho, Diego Luis dos Santos, que teve que deixar momentaneamente o seu emprego para cuidar do pai, contou que tão logo ficou sabendo da agressão, foi até o hospital Dr. Lauro Reus onde Sérgio recebeu os primeiros socorros para depois ser transferido para o Pronto Socorro de Canoas, após ser constatado o traumatismo craniano.
No hospital a sua sobrinha Daniela Rocha, que é técnica em enfermagem e moradora de Canoas, prestou todo o apoio ao tio, durante todo o tempo em que esteve internado.
Como se não bastasse tudo o que aconteceu, Sérgio lamenta ainda que, na sua carteira que foi entregue ao seu filho, estava apenas o seu celular e sua CNH. Já o valor de R$ 900,00 que havia recebido de seu salário pouco antes de ir ao ginásio, desapareceu.

CANECAS, CUIAS E GELADEIRA

Sérgio que até então dependia de sua profissão para o seu sustento, tem a esperança de que possa se aposentar, mas para isto certamente ainda vai levar algum tempo. Ele agradece a ajuda que tem recebido da prefeitura, através do prefeito Luciano Orsi, do secretário de esportes JC e de Fernando Santos, sempre muito dispostos a ajudar. Agradece também a colaboração do vereador Paulo Tigre que patrocinou cuias e canecas personalizadas que estão sendo vendidas respectivamente a R$ 30,00 e R$ 20,00, cuja renda vem auxiliando Sérgio a fazer frente às muitas despesas e pelas dificuldades que vem enfrentando.
Quem quiser colaborar poderá adquirir canecas ou cuias ou mesmo depositando na conta corrente 01009516-5 – agência 1402 (Santander), em nome de Francisco da Rocha. Informações 99628-9774.
Enquanto a nossa reportagem entrevistava Sergio em sua residência, chegou o mecânico de geladeira que constatou que a mesma havia queimado por tanto tempo ter ficado desligada, por isto caso alguém tenha uma geladeira para doar basta entrar em contato com o Jornal A Gazeta. Sergio finalizou a entrevista com a seguinte frase: “APITAR NUNCA MAIS, PREFIRO A MINHA VIDA A GANHAR R$ 120,00 EM UMA NOITE...”

Última modificação emDomingo, 04 Novembro 2018 13:13
Sportbook sites http://gbetting.co.uk/sport with register bonuses.