Entrar

Ana e Jefe: carisma, talento e muito amor

Casal de músicos faz sucesso nas noites da região Divulgação Casal de músicos faz sucesso nas noites da região

Eles não são campo-bonenses, mas elegeram a cidade para viverem e criarem os seus três filhos: Maria Clara, 11 anos, Matheus, 10 e Antônia, 5. A dupla, que com o tempo virou também casal, Ana, 28 anos e Jefe, 34 anos, é sucesso por onde passam.

A voz emblemática da porto-alegrense Ana e a diversidade e talento com os instrumentos do hamburguense Jefe fazem os dois se completarem. A dupla também é sucesso nas redes sociais onde, de uma maneira divertida, retrata o cotidiano da vida de casal, de pais e de artistas.

Nesta semana eles conversaram com o jornalista Renan Spengler, e contaram como surgiu a ideia da dupla, do casamento até chegar a gravação do primeiro DVD.

A Gazeta - O que veio primeiro: o casamento ou a formação da dupla?
Jefe: Primeiro a dupla. A gente sempre ficou, desde antes da dupla, mas ficou sério mesmo depois da dupla formada. Eu (Jefe) tinha uma banda e faltava um membro. O nome da Ana apareceu, ela se destacou, obviamente, e começamos a fazer voz e violão às margens da banda. A banda acabou. Ana fala até hoje que foi a minha Yoko Ono (risos).

AG - Em 2017 foi lançado o primeiro DVD da dupla. Conte para nós um pouco deste trabalho.
Jefe: O DVD foi um sonho realizado. A ideia era produzir um vídeo caseiro um pouco melhor do que os que gravamos normalmente com celular e as nossas caras. Falamos com alguns amigos fornecedores e todos nos convenceram a fazer algo maior. O DVD nasceu.

AG - Como administrar a agenda de shows com a rotina e a missão de ser pai e mãe de duas meninas e um menino?
Ana: A rotina é complicada realmente. O Jefe é funcionário público, além de músico e eu administro a empresa, agenda e façofuncionar toda a rotina da casa. O Jefe fala que parece mágica o que eu faço, mas juro que é só amor.

AG - A dupla é conhecida pelo repertório eclético, mas quais são as suas principais influências musicais?
Ana: Saímos do rock. Aprendemos a tocar e cantar este estilo. U2, Beatles, Metallica, Evanescence e por aí vai. A extensão do repertório surgiu quando nos demos conta de que tocávamos para as pessoas. Vendemos um produto e este produto deve estar adequado a demanda, ou se torna obsoleto.


Confira esta matéria na íntegra na edição impressa de 16 de fevereiro de 2018. Para assinar, ligue (51) 3597-2822

Última modificação emSábado, 17 Fevereiro 2018 16:26
Sportbook sites http://gbetting.co.uk/sport with register bonuses.