Entrar

Tiroteio e carro incendiado causam pânico na cidade

Destaque Tiroteio e carro incendiado causam pânico na cidade

Três homens encapuzados abriram fogo na Casa de Carnes Famiglia Pandolfo, na Avenida São Leopoldo, bairro Celeste na manhã de quinta-feira, 7. A ação provocou pânico em moradores próximos ao local, a direção da Escola Municipal Borges de Medeiros - que fica em frente à loja de carnes nobres - também foi orientada pela Polícia a fechar os portões e não permitir a entrada ou saída de alunos até o fim do turno.
Segundo informações preliminares, por volta das 10hs os criminosos teriam entrado no local e aberto fogo. Ao menos um deles estaria usando um fuzil. No momento do ataque, quatro pessoas estavam dentro da loja, sendo dois funcionários e dois clientes. De acordo com o Comissário de Polícia, Cláudio Dineck um dos clientes foi atingido na cabeça. Ferida, a vítima foi encaminhada para o Hospital Regina em Novo Hamburgo.
Até o fechamento desta edição o estado de saúde do ferido ainda era incerto. De acordo com Juliano Pandolfo, proprietário da franquia do frigorífico Famiglia Pandolfo nada foi levado do local no momento da ação. “O que sabemos é que uma funcionárias estaria fazendo a limpeza na loja e um atendente repondo as mercadorias quando dois clientes entraram, logo após os criminosos chegaram atirando”, revelou o empresário.
Ainda segundo informações do Comissário, a vítima, um homem identificado como A.W.D.D.N. de 35 anos cumpre pena por tráfico de drogas e associação ao tráfico com monitoramento eletrônico (tornozeleira eletrônica) desde dezembro de 2018." Acreditamos que o caso seja uma tentativa de execução relacionada aos seus antecedentes", finalizou.

Veículo queimado

O bando fugiu em uma caminhonete Renault Duster, que foi abandonada incendiada na Rua Pio XII, no bairro Barrinha. De acordo com Dineck, outro veículo e mais uma motocicleta também teriam sido utilizados para dar apoio ao bando.

“Barulho dos tiros parecia de fogos de artifício em rajadas"

O empresário campo-bonenses Natanael Barbosa, que há 20 anos é proprietário de uma oficina mecânica localizada no mesmo prédio da casa de carnes, revelou que no momento do ataque estava atendendo um cliente e chegaram a acreditar que o barulho dos disparos eram fogos de artifício. “O barulho dos tiros parecia de fogos de artifício em rajadas e duraram cerca de cinco minutos. Eu estava atendendo quando os disparos começaram, foi aqui do lado. É surreal”, disse.

Sportbook sites http://gbetting.co.uk/sport with register bonuses.