Entrar

Instituto de Porto Alegre fará a gestão temporária do Hospital Lauro Reus

Destaque Instituto de Porto Alegre fará a gestão temporária do Hospital Lauro Reus

Para garantir que não haverá descontinuidade nos serviços prestados à comunidade, a Administração Municipal de Campo Bom firmará um contrato emergencial com uma entidade de Porto Alegre que administrará temporariamente o Hospital Lauro Reus enquanto o processo licitatório para prestação definitiva deste serviço na unidade não chegar ao final. O contrato emergencial será firmado na manhã desta terça-feira, 9, com o INovaRS (Instituto Nova), no gabinete do prefeito Luciano Orsi, com a presença da secretária de Saúde, Suzana Ambros Pereira, e do procurador do Município, Fauston Gustavo Saraiva

 

Segundo Orsi, esse contrato será firmado para garantir a continuidade e qualidade de atendimento à população até que um contrato definitivo seja realizado, em face do término de contrato com o atual gestor, o Grupo Hospital São Roque, que se encerra no dia 15 de outubro. “O Hospital Lauro Reus não vai parar. Estamos confiantes e tranquilos que a transição vai se dar dentro da normalidade, com a colaboração de todos, sem grandes percalços e que o hospital vai prosseguir prestando esse serviço essencial a nossa população, não deixando ninguém desprotegido. Esse contrato emergencial tem prazo de 90 dias, mas poderá se encerrar assim que for conhecido o gestor definitivo do hospital. Firmamos esse contrato emergencial para que a comunidade não fique desassistida, garantindo que a unidade de saúde continuará prestando um serviço de qualidade a comunidade”, define Orsi.

 

“Esse contrato garante que vamos ter continuidade de serviços com plantão, UTI, internação de pacientes e todo tipo de serviço prestado no hospital. Estaremos ainda retomando consultas, exames, cirurgias, toda uma demanda que tem ficado um pouco mais reprimida nos últimos meses. Mas fiquem confiantes que estamos trabalhando pelo bem-estar e saúde dos campo-bonenses”, define a secretária.

 

Segundo o procurador do Município, Fauston Gustavo Saraiva, o prazo do edital para que as empresas concorrentes pudessem apresentar toda documentação necessária foi estendido, com base no artigo 48, §3° da Lei de Licitações, visando a complementação de documentos essenciais para viabilidade da contratação.

 

O presidente do INovaRS, Rogério Dias Pereira, afirma que o processo de transição já começou e que está ocorrendo de forma bastante acessível e colaborativa. “Queremos garantir a continuidade dos serviços prestados, que não haja interrupções, para que a população sofra o menor impacto possível com essa mudança. Para isso já estamos em contato com fornecedores, nos inteirando de todos os processos e de todos os compromissos assumidos pela atual gestão. Da mesma forma, nossa ideia é de aproveitar ao máximo o quadro de prestadores de serviço dentro da composição de nosso corpo de profissionais”, define Pereira.

Sportbook sites http://gbetting.co.uk/sport with register bonuses.