Entrar

Prefeitura intensifica combate à dengue

Agentes seguem monitorando todos os bairros da cidade Divulgação Agentes seguem monitorando todos os bairros da cidade

A Prefeitura está convocando a comunidade a se engajar na luta de combate ao mosquito Aedes Aegypti. Com a chegada do verão, o mosquito que é vetor de transmissão de inúmeras doenças, principalmente da dengue, Febre Chikungunya, vírus Zika e febre amarela costuma ter sua circulação intensificada.

Para aumentar a conscientização da população, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) por meio da Vigilância Ambiental, afixou no ano passado em todas as unidades de saúde da cidade cartazes com o número de focos do mosquito encontrados em cada bairro. “Em 2017 foram coletadas mais de 300 amostras de Aedes Aegypti no município, sendo que o mosquito está presente em todos os bairros da cidade. Isso não significa que os mosquitos estejam portando estas doenças, mas, como são vetores de transmissão, como temos casos confirmados na região, existe a possibilidade que uma pessoa infectada traga uma dessas doenças para a cidade. Por isso o combate ao mosquito é essencial”, define a titular da SMS, Suzana Ambros Pereira.

Para esse combate, a Prefeitura continua monitorando e dando atenção especial ao quadro da dengue na cidade, contando com sua força tarefa no combate ao mosquito. Um dos meios para isso é o monitoramento quinzenal dos 97 Pontos Estratégicos (PE) da cidade, que são pontos que têm mais propensão para o surgimento de larvas de mosquitos como floriculturas, borracharias, cemitérios, entre outros. Além disso, os agentes também promovem visitação domiciliar diariamente, incluindo residências, comércios, fábricas e terrenos baldios. Em 2017 a cidade teve 4 casos notificados suspeitos de dengue, 3 de Zika e 2 de Chikungunya, sendo que todos deram negativo.

Segundo a titular da SMS, Suzana Ambros Pereira, a forma de combate ao mosquito é simples, mas depende de todos. “Mais do que apontar o que o vizinho os outros devem fazem, devemos pensar no que podemos melhorar no pátio de nossa casa e trabalho para evitar a proliferação do mosquito. Um dos pontos com mais focos e onde temos trabalhado muito a conscientização são nos cemitérios”, destaca. A secretária lembra que gestos como evitar o acúmulo de água parada em recipientes como copos, pneus, tampinhas de garrafa ou vasos de planta, podem fazer muita diferença.

Outra frente de combate aos focos é efetuada através da verificação de cerca de 20 denunciais da comunidade por mês. As denunciais podem ser feitas pelo telefone 3598 8600, ramal 8763. O horário de funcionamento nos meses de janeiro e fevereiro é de segunda a quinta-feira, das 8h as 17h e sextas-feiras das 8h as 13h.

Sportbook sites http://gbetting.co.uk/sport with register bonuses.